05/07/2017

Símbolos

Pelourinho de Ourém, século XV, símbolo do poder local



Símbolos,

Sobre o quadrado
 e o fuste octogonal
ergue-se a majestática
coroa aberta com remate em pinha .

Folhas de acanto,
flor de Lis,
adornam a paisagem,
cenário de vales e planaltos,
montanhas verdejantes:
símbolo de esperança.

Esperança num futuro melhor
brindado num copo de vidro.
Dioniso adormeceu,
em seu lugar acordou Apolo.

ana


Uma canção que pensava não conhecer... mas conheço.:))

9 comentários:

  1. Gostei muito do poema.
    Beijinhos desde Macau

    ResponderEliminar
  2. Interessante trabalho tendo por base o pelourinho de Ourém, símbolo central do poder medieval.
    A fotografia revela a obra como nunca a vi (em pormenor) e o poema da Ana a paixão pelo local e pela perfeição descritiva.

    Bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Agostinho.
      De facto gosto muito de ir ao Castelo de Ourém. Tem vida.
      Beijinho.:))

      Eliminar
  3. Lindas fotos!

    Beijinhos e bom fim-de-semana:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Isabel.
      Boa semana.
      Beijinhos. :))

      Eliminar
  4. Está lindo o pelourinho, parabéns também pelo enquadramento. As imitações...não sabemos já o que é autêntico. Vamos vivendo. Até quando. Mas a canção do Sérgio é bem genuína e mesmo razoável.

    ResponderEliminar
  5. Que lindo, Ana!
    Para quando o livro? Eu quero!
    E depois, o meu cantor preferido...
    As fotos nem era preciso dizer...estão bonitas!
    beijinho

    ResponderEliminar

Arquivo