19/05/2017

Silêncio - Um olhar sobre a montanha

Ao fundo a montanha.

Silêncio

Folhas de acanto, banco de namorados, nostalgia soalheira...
canto primeiro donde reconheceu a cegueira  
dando lugar ao arrependimento.

Pedra  simbólica, conta a história
pelas mãos da arquitecta,
incauta pensadora.

Vertigens, desequilíbrios, 
um gosto atractivo pelo abismo.
Mergulho simbólico no vazio
à procura de uma resposta: silêncio secular.

ana



13 comentários:

  1. Muito bonita a versão de piano. Condiz com as namoradeiras soalhentas que olham a paisagem lá de cima.
    BFS

    ResponderEliminar
  2. A palavra é de prata e o silêncio é sempre de oiro, dizem. Depende claro....
    Mas eu gosto do silêncio, sim!
    Uma boa música sempre. Para ajudar à concentração que implica o silêncio.

    ResponderEliminar
  3. Gostei desse belo varandim secular que convida
    à meditação silenciosa, com olhares vagueando
    pela montanha...
    Beijinho, Ana.
    ~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Majo.
      Esyar ali sentada é um privilégio e um descanso para o olhar.
      Beijinho e boa semana. :))

      Eliminar
  4. Gostei muito do tom do silêncio, Ana,
    e do que simbolicamente repassa, nos olhos, nos ouvidos, no coração, ...

    quemsessentaassimali
    àbeiradod e l í r i o
    oudopreci#pício
    podeacharumfim
    ouuminício
    semfim
    avidaéumcontinuo
    fiod'ar

    Bj.

    ResponderEliminar
  5. Andei um tempo afastada e hoje percorri as suas páginas, sempre criativas, profundas, comentários que nos fazem pensar, retratos do nosso tempo, de sua pátria. Leitura muito agradável e boa música. Gosto muito de por aqui passar, Ana. Abraços.

    ResponderEliminar

Arquivo